sábado, 11 de janeiro de 2020

A ti...


Encontro—me em ti... sempre... a cada momento... a cada instante... a cada eternidade... 
Fazes tanto parte de mim que nunca te poderei agradecer pela força que me trazes...
Trazes tanto à minha alma que às vezes duvido se conseguiria respirar sem a tua existência na minha vida...
Sou parte de ti a cada instante... desejo que sejas parte de mim para sempre...
És, e sempre serás, a minha fonte de tudo! Trazes—me as lágrimas que lavam a minha alma... a força que me permite acreditar nos meus sonhos e lutar por eles... a coragem para aceitar a insanidade dos meus desejos... 
És tanto de mim... e sei que nunca poderei igualar aquilo que me dás...
As palavras que saem da minha alma fazem—me acreditar que te terei sempre por perto... a forma como a tua força me envolve afasta todas as dúvidas e tudo o que mais preciso para afastar a minha fragilidade... 
A ti, minha imensidão perfeita, obrigado por seres a minha constante!
Obrigado... a ti... azul da minha alma! 


quinta-feira, 9 de janeiro de 2020

Bliss


In a chilly night, she closed her eyes and savoured the thirst for everything she desired to have...
And there was such a need... an insurmountable need in mere arms length...

All she could not have by her own will, even though it was right there for her to grasp...
She closed her eyes and savoured the way her body trembled with what he could give her... and all he was giving even if he didn't give anything...

Between them words were unnecessary, because in their silence all that was necessary was being said...
And so much was said... mostly by what they didn't say... what they didn't need to say...

In an understanding that needed no words time went by... and each one on it's own way, they savoured it to the fullest...
They exchanged touches and silences... glances and smiles... in that blissful fuckfullness they discovered how to create one body that came to surprise both in it's delightful simplicity...

And then came dawn... she opened her eyes to the world... and to a life outside of that night of serendipity that was all she needed without even realizing it...
In her body she still felt the need for what she might never have again...

In her serenity she accepted the faith of what the uncertain future holded for her...
That future that could hold everything or nothing...

And even in those brief instants that her mind tried to make sense of what had just happened, she allowed her soul to wander in all the wrong reasons why it might even work....


Maybe it was that one body they had created... maybe it was just how wrong it seemed to be and how right it felt...

She realized she didn't care and didn't wanted to care... she just wanted the live in that bliss of not needing to know what is was the future holded...


segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

The Sinner


The surprise in his eyes that came from her honest admission of desire...
The eagerness in his actions that revealed he wasn't counting on her honesty...

He justified his surprise stating that she wasn't a common woman... by the simple fact that she acknowledged the needs that her body craved for...

Then she wondered about the normality that she didn't possessed... the sins her body craved for and that she was willing allow... that she was eager to silence... 

Every inch of her body felt alive in the promise of pleasure...

Every breathe of her soul accepted her needs and she made peace with her abnormality among women...

Yes, she felt desire...

Yes, she had needs...

Yes, she was not, neither she intended, to be a saint...

She was a sinner that enjoyed and welcomed her sins...


quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

She

She was the everything and nothing in between...
She allowed tears to drain her soul and release her from all her fears...
She was utterly beautiful and still didn't realize how much that meant to her...
She had seen the first breathe of a new born child in ther own hands and she had felt her soul crash under the weight off the devastating pain off losing someone you love...
She was devastated by all off those she lost allong the way and she still smilled whenever she could...
She felt to often barren off the dreams that had abandoned her and she was still a sucker for all that she could aspire for her own future...
She had a flame in her heart and a strength in her soul that she had never seen before...
She believed in hopes and dreams, and everything that comes in between...
Yes... tears felt from her heart... pouring like in a stormy heavy rain... and she cleansed from it...
But in between all off those heavy drops that poured from her soul... she remembered how strong she was and how much she had accomplished for her self and she allowed a smile to accompany the tears and make the full moon an ointment for a bright new era that was just around the corner...
Image result for full moon

domingo, 1 de dezembro de 2019

Certezas


Aqui, algures, num recanto de silêncio rodeada de aquilo que alguns chamam de magnificência e outros de ostentação, deixo as lágrimas caírem livremente... permito—me a fragilidade que é alimentada pelos medos do passado... 

Nunca saberei se as escolhas foram as mais acertadas, mas enquanto suplico aos anjos da minha eternidade que me acompanhem, deixo—me invadir pela certeza que são as lágrimas e a fragilidade que me levarão ao futuro que tanto anseio para mim... 

Que o nenhures de hoje me leve ao destino dos sonhos conquistados... 

E obrigado meus anjos de eterna saudade, por estarem sempre aqui ao meu lado!


quarta-feira, 1 de julho de 2015

Nostalgia....

Hoje navego num mar de saudade....
Estou aqui, oiço as crianças ao longe e a minha mente divaga entre recordações do passado e possibilidades do futuro....

Acho que já nem me lembrava da última vez que aqui tinha escrito...
Hábitos que se perdem em dias perdidos...

Este sitio faz-me bem à alma... Sinto-me tranquila por aqui...
Hoje a incerteza é apenas mais uma emoção....
Hoje as saudades apertam o coração, fazendo as lágrimas querer transbordar... e está tudo bem...

Quanto é que mudamos em alguns dias?
Quanto é que mudamos em alguns meses?
Quanto é que mudamos em alguns anos?
Quantas possibilidades existem no futuro?

Apetece-me mergulhar nos meus sonhos... num desvario de possibilidades....
Fechar os olhos e navegar....

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Shore bound

A nossa mente funciona de uma forma maravilhosa.... Ainda no outro dia estava louca para que o barco regressasse a terra, e agora, ao fim de 2 dias, estou louca por voltar para a baia, mesmo que o mar continue pouco simpático.... Será que nós sabemos realmente o que queremos, ou será que apenas sabemos o que queremos naquele momento? Quantas das nossas escolhas são realmente escolhas conscientes? De todas as escolhas que fizemos até agora, em quantas delas pensamos realmente nas suas consequências? E será que vale a pena pensar?

domingo, 4 de agosto de 2013

Diário de Bordo

É curioso como tanta coisa pode acontecer ao mesmo tempo.... De repente estou num país completamente diferente do meu... A temperatura ambiente passou dos 37 para os 7°... Ficaram para trás todos o que são o meu porto de abrigo... O corpo é desafiado não só na temperatura ambiente mas também na habituação a um padrão completamente diferente de horas de luz... E para culminar, um novo ambiente de trabalho... Novos colegas.... Novas tarefas.... A instabilidade do barco... O desafio constante... E que faço eu.... Deixo o tempo passar e vou dando o melhor de mim a cada momento... É curioso como conseguimos ir além de nós próprios quando a motivação assim o dita... Ao fim de alguns dias, pergunto-me... Até onde conseguirei ir para continuar a viver o meu sonho?

domingo, 12 de agosto de 2012

Sonhos...

Dizem que o sonho comanda a vida....

Mas não será melhor se formos nós próprios a comandar a nossa própria vida?

Claro que não quero com isto retirar a importância a essa motivação tão importante que nos faz caminhar em frente e nos impele a continuar, mesmo nos momentos mais difíceis...
Mas questiono-me se não será um erro deixarmos que os sonhos sejam o mais importante....

Porque para além dos sonhos, é, na minha humilde opinião, fundamental que tenhamos a força e a determinação para transformar os nossos sonhos em realidade... A coragem para lutar e vencer a inércia...
Porque afinal, de que valem os sonhos, se não os transformarmos em realidade....

Porque mais importante que sonhar... é viver!

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Filho a crédito....

A forma como algumas pessoas gerem a sua vida é algo que me ultrapassa.... Na verdade estou a anos luz de compreender como é que uma pessoa se sente bem a viver acima das duas possibilidades, especialmente quando isso implica prejudicar aqueles que lhes são próximos... como família e amigos... E se já tenho alguma dificuldade em compreender alguns excessos e uma forma de vida que demonstra pouca ou nenhuma consideração pelos outros, então quando essa forma de vida implica que tudo o que se tenha seja na base dos créditos, até mesmo o filho tão desejado, aí então deixo sequer de tentar perceber... Quando é que se ultrapassa a linha entre a sensatez e o egoísmo? Quando é que desejarmos algo faz com que sejam licitas todas as formas de conseguir alcançar o que desejamos? Será assim tão fácil dormir à noite quando tudo o que nos rodeia são aparências e coisas pelas quais nãos lutamos?

terça-feira, 10 de julho de 2012

Nostalgia....

Algumas experiências marcam-nos mais que outras....
Alguns momentos da nossa vida transformam-se em recordações que nos acompanham mais frequentemente....

E temos a plena consciência do quando fomos felizes num local quando as memórias dos momentos lá passados nos assaltam a cada instante....
Quando damos por nós com um sorriso nos lábios e com as lágrimas a quererem sair, para nos relembrar do quanto temos saudades daqueles que nos receberam.... daqueles que nos acolheram... daqueles que nos deram muito mais do que nós alguma vez pensámos ser por possível receber....

domingo, 8 de julho de 2012

Voltei...

De tanto tempo que passou desde a altura que por aqui andava com regularidade, que parece que abandonei este continuo, mas como dizia um amigo, a escrita deve ser algo que fazemos por necessidade nossa e não para satisfazer os outros... A verdade é que nos últimos meses muitos foram os momentos que mereciam ter sido recordados com algumas palavras... Mas à falta de disponibilidade para me dedicar a este meu hobbie, fui deixando passar.... E agora chegou o tempo de regressar ao meu cantinho, e falar aqui, no lugar sem lugar, de todos os lugares que experimentei nestes meses... Então... Até já...

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Traição...

E se um dia olhasses para o espelho e não visses nele aquilo que estavas à espera...
Se no meio do corrupio do dia-a-dia tivesses perdido o rasto à pessoa que eras...
Nos últimos dias dou por mim a questionarmos em qual terá sido o destino daquela mulher enérgica e bem disposta que conheci....
Daquela que enfrentou meses a fio de muita luta e pouco ou nenhum descanso...
Não falo do meu corpo que vai mudando.... não falo do meu corpo que me vai enganando com as suas confusões e complicações...
Nem sequer falo da forma como o meu próprio corpo ludibria os meus sonhos e me atormenta com anseios....
Falo sim da falta de disposição.... do cansaço.... da falta de motivação....

Sinto-me traída pelo meu próprio corpo.... aqueles que demasiadas vezes parece esquecer o significado da energia, do desejo e da alegria...
Sinto-me a perder a mulher que era por um nada que nem sei o que é....Pior que tudo é saber que reside um mim a solução.... aquela energia que sei que existe em mim e que me permitirá aniquilar esta traição...

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Bichano...

Alguém me explica como é que um louco que me deixa ainda mais louca, me faz tanta falta....
Ora não me deixa dormir... ora faz chantagem de tal maneira que eu não resisto ao olhar dele...
E agora... no momento da mudança... enfrento a necessidade de encontrar alguém que goste tanto dele como eu...
Sim, ele é terrível... sim, ele tira-me do sério com uma facilidade incrível... sim, ele tem uma energia estupenda... e sim, às vezes penso em como a minha vida teria sido mais tranquila se eu não tivesse ir buscar aquela coisa linda e fofinha ao canil...
Mas a verdade é que não consigo resistir àquele terrorista... e por isso, porque a verdade é que adoro o bichano, parte-me o coração pensar que ele vai ter que ficar para trás... que vou ter que confiar o meu terrorista a alguém... e que o meu bichano vai deixar de ser meu...

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Ouvir....

Claro que nós acreditamos... afinal, acreditar é algo que está inerente à natureza humana... é das coisas mais essenciais para conseguirmos caminhar pelas encruzilhadas da vida...
Mas lá que dá uma segurança enorme ouvir... isso dá... especialmente quando essas palavras afastam os nossos medos... e espantam todos os fantasmas que querem invadir os nossos pensamentos...
E por isso é tão bom ouvir...
Ouvir a chuvar a cair... ouvir a chuva e sorrir...
Porque ao contrário do que as nuvens fazem parecer... a tempestade está a afastar-se... e a bonança...
Ai M.... como é bom ouvir falar do teu futuro e acreditar... ouvir e sorrir...

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Fofinho...

Não é uma simpatia o Sr FB me lembrar do meu aniversário de namoro?

Ele deve se ter apercebido que a minha memória já não é o que era... e então toca de me alertar todos os dias para o acontecimento...

É um fofinho o sr...

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Arriscar...

E se nós decidissemos arriscar?
Qual é o mal em termos sonhos... em mergulharmos no vasto oceano... em procurarmos ilhas de oportunidades.... em arriscarmos...
Afinal... se não arriscarmos o que teremos?
Uma vida vazia de sonhos... uma vida longe de oportunidades...

Até porque... como diz o ditado...

Quem não arrisca... não petisca...

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

O amor....

O amor é o sentimento mais especial e mágico que existe...

É aquele sentimento que não se explica... que não se justifica.... e não se procura...
É um sentimento fabuloso.... genial.... e tão, mas tão especial...
Mas também é um sentimento que se aceita... um sentimento que se abraça e se acarinha....

Depois de se conhecer o amor, todos os sentimentos são pequenos... despidos e vazios...
Queremos.... e iremos sempre querer esse sentimento ao nosso lado.... em nós... queremos sentir o nosso... o nosso amor... 
Porque de todos os sentimentos.... o amor é o melhor....

terça-feira, 4 de outubro de 2011

A pedra certa...

Agora que os objectivos vão estando cada vez mais definidos... só nos falta encontrar a pedra certa...
Sim, porque não devem ser muitas que têm por baixo qualquer coisa como 41 mil euros... coisinha pouca...

Bem.... lá vou eu começar a treinar o meu pontapé...

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Tenho medo... e depois?

Parecerá assim tão estranho eu ter medo quando penso no meu futuro...
Será assim tão estranho eu sentir algum receio de embarcar no meu próprio sonho...
Sim, porque isto de sonhar alto, ou melhor dizendo de sonhar longe, não é nada fácil...
Claro que sei que fui eu que coloquei o objectivo a alguns milhares de kms de distância...
Claro que sei que fui eu que defini para mim um futuro com uma dose bem generosa de incertezas...
E também sei que fui eu que aceitei que isso implica deixar para trás praticamente tudo o que me dá estabilidade e conforte...
Pois.... eu sei.... mas também sei que tenho um sonho.... que farei tudo o que estiver ao meu alcança para o concretizar... nem que isso implique muitas dificuldades... muitos saltos no vazio.... muitas lágrimas... e muitas muitas saudades...
Por isso será assim tão estranho eu ter medo?