quarta-feira, 17 de junho de 2009

Perguntas...

O que é a vida?
E a morte.... o que é a morte?
Será que apenas morremos quando deixamos de estar vivos?

12 comentários:

spritof disse...

...já ouvi alguém dizer que estar vivo é o contrário de estar morto, mas não me parece ser esta a resposta que esperas encontrar.

:D







Se morremos, não estamos vivos, mesmo metaforicamente falando... ou seja, respiramos, mas não vivemos, andamos que nem autómatos com meras reacções a estímulos... e recusamo-nos a sentir... e estamos vivos? Estamos mortos!
...se calhar mortos-vivos!
:P

TM disse...

Spritof - E quantas vezes estamos vivos sem o estarmos... Será que isso é viver?

Gata2000 disse...

Para mim só morremos quando os que nos amam deixam de pensar em nós, até lá, mesmo não estando em presença física vamos estar sempre com aqueles que mais amamos.

A minha bisavó, que foi a pessoa que mais amei e a primeira pessoa que perdi na vida, está sempre comigo, digo-te mais, vai acabar por estar com o meu filho, de tantas histórias que vai ouvir sobre ela. Para mim, embora ela não esteja cá, ainda está bem viva nas minhas memórias e naquilo que sou.

PS: Mandei-te um mail, recebeste?

TM disse...

Gata - Compreendo perfeitamente o que falas da tua bisavó, porque sinto algo semelhante em relação ao meu avô materno que faleceu quando eu era miúda... mas ainda assim a pergunta refere-se àqueles que apenas a alma está viva e que o corpo vai sobrevivendo.... Será que isso é vida...

najla disse...

Ai...às vezes fazes perguntas tão dificeis!!!
Mas irei centrar-me na última: há pessoas que "morrem" e que continuam vivos. Acho que por falta de essencia, de esperança, de fé, de objectivos, de força e vontade. A morte pode ser mais do que um deixar de bater o coração. A morte pode ser um deixar de raciocionar.
bjinho

Gata2000 disse...

Um amigo meu, que viveu o drama de perto, quis legislar sobre a eutanasia. Eu disse-lhe claramente que ia vetar a proposta dele por ter reservas. Depois de ele me ter tentado "converter" eu percebi as coisas de outra forma, mas continuo a ter serias reservas. Pelo que percebi a tua profissão é na área da saude e assim lidas com o problema de perto, diariamente. Para mim é uma questão a reflectir.

TM disse...

Najla - São tantas a essências da vida, e mesmo assim nós parecemos não compreender isso.... porque ao contrário do que a outra disse, estar morto não é simplesmente o contrário de estar vivo....

TM disse...

Gata - Na verdade eu própria tenho dificuldade em opinar sobre um tema tão delicado como a eutanásia... mas que compreendo aquilo porque o teu amigo passou... lá isso compreendo....

ianita disse...

Acho que podemos viver depois de morrermos... podemos perpetuar-nos...

Costumam dizer que vivemos para sempre se plantarmos uma árvore, tivermos um filho e escrevermos um livro.

A verdade é que somos a continuidade dos nossos antepassados. A verdade é que o Pessoa ainda vive... todos os dias há quem fale dele... há quem o leia...

Assim como há quem respire e não esteja vivo...

Beijos

spritof disse...

Levantaram-se aqui algumas perspectivas interessantes... isto dava uma bela e rica discussão... e talvez chegássemos a alguma conclusão comum...

TM disse...

Ianita - Porque nos agarramos a um corpo esquecendo que não é a única forma de mantermos alguém vivo....

TM disse...

Spritof - Ou talvez não... mas não podemos esquecer que é natural que hajam opiniões contrárias... e é isso que nos torna humanos...