terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Esquecer....

Hoje ouvi alguém dizer que esquecer poderá ser um sinal de sorte... que esquecer demonstra que conseguimos seguir em frente....
Mas será que efectivamente precisamos de esquecer, para vivermos o que o futuro tem para nos dar?
Pessoalmente não considero que seja necessário enterrar algures nos passado esta ou aquela recordação para poder continuar a trilhar o caminho da vida...
O nosso passado é a fonte de onde nascem todos os pedaços de nós... e as nossas memórias são a base fundamental da nossa essência....
Claro que, em alguns momentos, esta ou aquela recordações poderão ser tão dolorosas que apenas as desejamos esquecer... mas não me parece que seja no esquecimento que viva a motivação que nos impele a continuar, a lutar pela nossa vida, pelos nossos sonhos, pela nossa felicidade....
Não me parece que esquecer os momentos em que sofri me traga algo de benéfico... porque esquecer as lágrimas que chorei far-me-á esquecer porque elas surgiram... assim como esquecerei as lições que a vida me proporcionou...
No fundo não considero que seja uma sorte esquecer.... prefiro aprender a conviver com o meu passado... com as minhas memórias... com aquilo que faz de mim quem sou... porque se me esquecer de tudo isso, esquecerei a sorte que tenho em viver... em ter um futuro... em acreditar... em sonhar... em amar...
Não... esquecer não é sinal de sorte... esquecer é morrer um pouco.... e eu quero viver!!!!

7 comentários:

PAULO LONTRO disse...

Estou completamente de acordo contigo!
Talvez acrescentasse que importante é viver com o passado “resolvido”, ou seja, as situações do passado foram fechadas por ti e segundo a tua vontade.
As situações ou os momentos vividos terão sido aceites por ti tal como eram porque eram como querias, terão sido alterados por ti para serem como querias ou terão sido abandonados por ti porque nunca seriam aceites tal como eram.
Quando uma decisão destas foi já tomada e aceite no passado, podes viver com essa situação passada com naturalidade e serenidade.
Seria portanto uma estupidez não aproveitar esses ensinamentos e vivencias no presente.
Concordo com a frase “esquecer é morrer um pouco....” mas adiciono que também é morrer um pouco viver situações passadas e nunca resolvidas, situações que no presente ainda não foram fechadas e te fazem sofrer, teria sido isso que hoje ouviste?

Cris... disse...

Eu concordo com que não gostava de esquecer o vivido.
Gostava apenas de conviver com as mágoas, e retirar prazer uma e outra vez ao me lembrar dos bons momentos.
Esquecer seria esvaziar o nosso passado das coisas que o fizeram acontecer e existir.
Até porque lembrar-me de algo negativo do passado quer sempre dizer que agora estou melhor!

spritof disse...

Concordo que esquecer é morrer...é encurtar a nossa vida, as nossas vivências, é anular a nossa identidade.

Sei, no entanto, que podem existir passados, momentos, de tal forma dolorosos que também não nos permitem uma vida em paz, em harmonia.

Concordo com o Lontro...o que é preciso é aceitar e "fechar" esses momentos. Mas sei que há momentos dificeis de fechar, e que essas tentativas podem, nalguns casos e/ou nalgumas pessoas, demorar décadas a acontecer.

Será que compensam uma vida de dor?

Em todo o caso, continuo a considerar que mais vale lembrar que esquecer...
...e com isso crescermos, evoluírmos, e passarmos conhecimento dentro do possível aos que nos rodeiam.

Eu também quero viver!!!!

TM disse...

Paulo - Num determinado momento da minha vida sofri por necessitar de um conjunto de respostas que apenas uma pessoas me poderia dar.... no momento em que aceitei que não as iria ter, ainda que ficando sem o "problema" resolvido, consegui seguir em frente.... aprendi a viver com o passado... mas a querer outro futuro...

TM disse...

Cris - E mesmo que não estejas bem... quando pensas nos momentos dificeis do passado lembras que tiveste a força para os ultrapassar... e se na altura essa força existiu, é porque a tens para continuar em frente....

Gata2000 disse...

Eu tenho um lema, "não me arrependo do que faço, aprendo com os erros" ora se não me lembrar deles, se não os tiver bem presente como posso não voltar a repetir.

TM disse...

Gata - Eu costumo dizer que prefiro me arrepender pelo que fiz do que por aquilo que deixei por fazer... até porque se aprendermos com o passado, o futuro é muito mais promissor... :)