segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Pseudoverdades....

"É mais forte que eu!! Hoje dei por mim a "vasculhar" os profiles no hi5 e bateu-me a frase: fizeste-me mudar muito.... UPS, porque será que não acredito nisto.... A verdade é q estou farta das pseudoverdades que são ditas para suposta vantagem das relações.... Acho que és tu aquilo que eu procurava... Era uma bela prenda fazer-te uma massagem.... E que tal nos deixarmos de tretas... Qual a dificuldade em assumirem que nos envolvemos numa relação porque estamos fartos de estar sós...Vamos lá ser realistas.... na verdade não procuramos um princípe, procuramos companhia para uma (ou mais noites).... É preciso andar por aí a fingir que morremos de amores quando estamos é a precisar de companhia (aka...sexo)...
Mas é mesmo preciso fingir que estamos apaixonados para alguém embarcar na aventura e satisfazer as nossas necessidades????
Gostava de saber quantos de nós estamos dispostos a assumir que iriamos nos envolver com alguém mesmo sabendo que não iriamos ter futuro com essa pessoa...
Será que é preciso fingir andar a morrer de amores para ter alguém???? Ou não será mais sincero admitir que apenas queremos ter companhia... e que sabemos que a probabilidade de futuro nessa pseudorelação é quase nenhuma...
Apregoamos sinceridade... para no fim andar a viver pseudoverdades???
Fizeste-me mudar muito?!?!? Quem muda é o tempo!!! Porque nós podemos mudar a nossa aparência... a roupa... mas continuaremos a ser a mm pessoa...
Neste mundo de pseudoverdades.... onde anda a altamente aclamada sinceridade??? Quando nos habituamos a fingir.... aos outros e a nos próprios... será que sabemos reconhecer a verdade??? "
16 de Agosto de 2007

7 comentários:

★ Aralis ★ disse...

Acredita de quem já passou por isso, qd és sincera e dizes "quero apenas companhia aka sexo" nem sempre és bem recebida!
Sou apologista de sinceridade acima de tudo, mas há quem julgue que fingir é melhor...

Vivemos numa sociedade de aparências...
Excelente texto.
bj

Gata2000 disse...

E acreditas que podemos gostar verdadeiramente das pessoas com quem partilhamos a vida?

Cris... disse...

Eu acho que tens muita razão.
Há muito boa gente a confundir conceitos.
O que não quer dizer que não exista o amor.
Eu posso não o conhecer, mas dizem que existe.
E quem sou eu para duvidar?

TM disse...

Aralis - Eles dizem de nós... mas ver a cara de espanto de um menino quando lhe dizemos que não é propriamente o homem da nossa vida é impagável.... Queria brincar aos namorados...

TM disse...

Gata - SIM... Eu acredito que para partilhar a minha vida com alguém tenho que gostar verdadeiramente dessa pessoa... Só não acredito é em sentimento fingidos...

TM disse...

Cris - Oh ele anda aí sim... e quando menos esperamos tropeçamos e vamos-lhe cair no colo... ;)

Blue Dreams disse...

Há pessoas assim, que não são capazes de verdadeiramente assumir o que querem e os modos em que querem...
Beijos Sedutores