sábado, 25 de julho de 2009

Retoques...

Hoje algures numa conversa sobre fotografia discutia-se o que se tornou um hábito corrente, ou seja, todos os retoques que são dados em 99,99% das fotografias para que se atinja aquilo que muito consideram a perfeição...
Mas será que alterar a realidade vai tornar as coisas mais perfeitas ou mais falsas?
Na verdade apesar do prazer que tiro em tentar captar momentos através de uma objectiva, numa senti qualquer motivação que me levasse a usar aquela varinha de condão que é conhecida por Photoshop....
Da mesma maneira em que raramente uso maquilhagem, porque me sinto confortável com a pessoa que sou, prefiro ver a realidade menos perfeita por uns instante, que uma beleza irreal e inverosímil....
De que nos servirá admirar o belo que não existe....
Se queremos captar e recordar um momento, porque captar um momento que nunca existiu realmente....
Mas isto tudo sou eu que prefiro a realidade.... simples e pura...

11 comentários:

Miguel disse...

No mundo de hoje já é dificil perceber o que é a realidade e o que é a mentira.
Acreditamos nas pessoas?
Começa a ser dificil acreditar até em pessoas como nós... os nossos vizinhos... Hoje vive-se, cada vez mais, de aparências...

Bom texto.

Eu gosto de mulheres sem maquilhagem (ou quase)...
Somos o que somos. Quem gosta, gosta mesmo. Quem não gosta, paciência...

TM disse...

Miguel - E quem não gosta não interessa...

M. disse...

Um mundo de estereótipos!Vivemos manípulados sem sequer termos a percepção disso!Será isso viver? Será isso realidade? Onde está a realidade simples e pura? Será que é aceite pela sociedade em geral ou será que é tomada como algo ridículo e ultrapassado?

M.

Missanguita disse...

Acho que nem sabia alterar as fotografias no photoshop...
O que sai, sai. O que não sai, é porque não estava lá.

spritof disse...

Julgo que há aqui uma confusão entre alteração da realidade e o realce de uma ou outra perspectiva, entre a realidade e a mensagem que se pretende transmitir (muitas vezes também ela bem real), entre a imagem pura e dura, que também tem muito significado e valor, e aspectos artísticos que se pretendem relevar...

Há um mundo de alterações passíveis der seram aplicadas em cada foto, dependendo da qualidade do fotógrafo e daquilo que se pretende mostrar...
...e se umas são bastante bem aceites, independentemente da quantidade de alterações e transformações aplicadas, outras há que são pura dissimulação da realidade.

Cada caso é um caso, e não é possível julgar todas as situações de uma forma tão genérica. E, claro, todas as opiniões são válidas.

Quanto à maquilhagem dada aqui como exemplo, estou inteiramente de acordo... mas ainda assim, qual é a mulher que não coloca um pouco de rímel, um toque leve nos lábios para um tom mais ou menos qualquer coisa que se pretenda demonstrar, e muitas vezes um pouco de base... ...ainda temos os perfumes, as depilações, os cortes de cabelo, os cabelos pintados, as unhas pintadas e arranjadas (ou vice-versa...)... então e a pura e dura realidade? E n entanto, há que exagere de forma injustificada (ou justificada na mente de quem o pratica)... onde é que é certo e até que ponto o é?

Em resumo, as alterações só fazem sentido na dose certa para um objectivo concreto e num conjunto de circunstâncias... e todos teremos opiniões diferentes sobre a mesma coisa.

;)

Para terminar, a imagem captada por uma câmara (lente, reflectores e suporte de impressão dessa imagem em película ou o processador que transforma a luz em bits de dados), seja ela de filme ou digital, já é por si modificada face à realidade vivida... porque quer o filme quer o digital captam de formas distintas do nosso olho a realidade verificada. Nem dois olhos vêem o mesmo e com a mesma intensidade. E sem que se apliquem quaisquer alterações nessa imagem, ela já é por si uma alteração à realidade.

:P

TM disse...

Missanguita - E se não estava lá não interessa... ;)

TM disse...

Spritof - Mas então onde está o limite dos retoques?

spritof disse...

não existe... está na cabeça de cada um... mas existe sempre um limite mais ou menos definido consoante o objectivo... sendo o caso artístico sem limites e o de reportagem o que mais limites terá... mas será sempre variável e subjectivo...

★ Aralis ★ disse...

Bem pensado sim senhor... Eu apesar de usar um cadito de maquilhagem, nas minhas fotos não retoco nada, e qd retoco tb o digo no blog. Mas sinceramente para mim, o maravilhoso na fotografia é o capturar detalhes, reais, inalteráveis...
Gostei muito do post.
joka

TM disse...

Spritof - E em todas essas variações se vão perdendo as essências....

TM disse...

Aralis - Detalhes.... reais e inalteráveis.... pois é por aí mesmo....