segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

As caixas...

Hoje enquanto fazia uma série de arrumações, e em simultâneo fazia a lista do que tem como destino me acompanhar na minha próxima aventura, dei por mim a pensar no sentido de carregarmos connosco o passado...
Será que por levar menos caixas carrego menos recordações?
A verdade é que nunca fui daquelas pessoas que transforma um guarnapo numa reliquia, mas isso não implica que eu esqueça o momento em que ele foi usado...
Tendencialmente opto por guardar apenas uma quantidade bem reduzida desses conjunto de recordações... e quando olha para aqueles mini-baús de memórias é curioso como são as palavras e as imagens que vão ficando....
Comigo levo poucos objectos mas tantas coisas....
Então, a lista é curta e as caixas são poucas, porque é na minha alma que carrego as memórias do meu passado....

3 comentários:

najla disse...

Seja o passado leve ou pesado, esteja ele arrumado ou por arrumar, o certo é que ele nos acompanhará e por vezes será ele (muitas vezes) a falar por nós.
Mas e em todo o caso, deveremos sempre abraçar o futuro, deixando o passado num lugar sossegado, pois só assim seguiremos.

Boa sorte para o passo futuro!
:D

TM disse...

Sim... o passado faz parte de nós... e o futuro também fará... basta que lutemos para que isso aconteça... :)
Thanks...

M disse...

Do passado... Tenho muito e tudo cá dentro. Não são memórias, mas sim experiências que me fazem quem sou.