sábado, 14 de fevereiro de 2009

A Ilha...

"Às vezes lamento ser como sou... não consigo perceber como posso ouvir tudo aquilo que dizem de mim e depois os factos serem incoerentes com tudo o que é dito...
No intímo da minha alma, a solidão mostrou-me mais de mim própria que qualquer outra pessoa alguma vez conseguirá mostrar. Ela mostrou-me o melhor e o pior de mim... Aprendi a viver com tudo aquilo que sou, mas mesmo assim existem momentos em que não é fácil coexistir comigo.... A solidão mostrou-me que nos piores momentos o desespero não funciona, porque hei-de sempre encontrar em mim a força para dar mais um passo... Descobri que não tenho medo de viver só... que a vida n1a ilha isolada não é assim tão dramática quanto isso...
Há dias nesta ilha em que o sol não brilha apesar de não haver sequer uma nuvem a cobrir o céu azul... há dias em que a chuva teima em cair e não lavar a poeira que esconde o brilho das pedras que formam esta ilha...
Neste ilha, a sucessão das estações do ano não acontece como nas outras, aquilo que é suposto acontecer não acontece... depois na noite nem sempre nasce o dia... Tem noites em as estrelhas não brilham no firmamento...

Aqui perdida neste mar, estupidamente longe das outras ilhas, as árvores abraçam-se numa vegetação luxuriante que ninguém ousa descobrir... Para lá da densa floresta existem maravilhas que dizem estonteantes, mas talvez demasiado assustadoras....
Nesta ilha, aprendi a amar as maravilhas que ela encerra. Aprendi que o sol pode não brilhar, que a chuva não lava o que devia lavar, que nem sempre as estrelas surgem no firmamento, mas que mesmo assim isso não impede esta ilha de ser um recanto único e inigualável...
Aprendi a viver só...... Mas nunca esqueci que para além da ilha existe um mar imenso... e algures para lá desse mar existem outras ilhas, outros mares e outros continentes!!!
Talvez um dia alguém saía do mar para descobrir esta ilha, talvez um dia a floresta deixe de ser assustadora para ser apenas mais um recanto para alguém descansar do sol escaldante. Talvez um dia o sol brilhe e a chuva lave toda a poeira que se instalou... Talvez um dia.........."
14 de Março de 2007

4 comentários:

M disse...

Um dia escrevi um texto que tinha alguma coisa a ver com o teu... Era uma ilha diferente, onde cheguei por acaso e onde pensei estar sozinha. Quando tentei fugir não consegui... E nessa ilha agora estou feliz e acompanhada... A vida dá muitas voltas... As ilhas também ;)

TM disse...

M. - Porque até a mais remota das ilhas nunca será completamente isolada... :)

spritof disse...

"Talvez um dia alguém saía do mar para descobrir esta ilha..."
...talvez um dia tu saias da ilha na descoberta de outras ilhas, e juntas façam um arquipélago, e assim deixem de ser isoladas...
Talvez um dia...

TM disse...

Spritof - Talvez... ;)