domingo, 12 de outubro de 2008

O imperfeito...

Quando vivemos num mundo em que tudo e todos procuram a perfeição, onde está a nossa inteligência se sabemos que tal não existe....
No outro dia, algures numa conversa, falou-se de níveis de exigência, e no meio de gargalhadas comentava-se o meu qb elevado nível de exigência, mas o que não foi dito é que ainda que eu saiba perfeitamente aquilo que me satisfaz, também sei que nem sempre vou ter aquilo que quero e que a perfeição não existe....
Não sei nem quero saber viver daquilo que não tenho, e muito menos daquilo que não existe, e sabendo que a perfeição é uma utopia, eu não viverei a minha vida na incoerente esperança de alcançar algo que não existe...
A verdade é que existe uma grande distância entre aquilo que muitas vezes pretendemos, sonhamos e até desejamos, e aquilo que a realidade nos poderá proporcionar...
Então ainda que sendo exigente com o que quero, vou aprendendo a viver com o que tenho, com a imperfeição do dia-a-dia....

8 comentários:

spritof disse...

mas não será isso triste?... ...viver num compromisso em vez de numa vivência plena e satisfeita?

Será que nos estamos a prender, concentrar, demasiado pelos resultados, no desejo final, ao invés do percurso?

Não será antes o percurso que fazemos, cada momento, cada passo, cada palavra, independentemente de chegarmos ao destino proposto e desejado, a felicidade suprema?... ...a verdadeira sensação de perfeição?

TM disse...

A ideia é essa mesma, a importância do percurso, porque eu não deixo de desejar aquilo que sinto merecer, aquilo que desejo... mas não deixo de viver por não o ter...

Catwoman disse...

A perfeição é aquilo que aceitamos como tal. Podes não ter tudo o que queres e desejas e por isso mesmo teres uma vida perfeita em que tudo o que consegues alcançar provém do teu esforço e da tua aprendizagem com a imperfeição do dia-a-dia.

TM disse...

CatWoman - E enquanto vou vivendo os pequenos momentos quase perfeitos fazem pequena a imperfeição...

Ianita disse...

Já reparaste que o "era uma vez" dos contos de fadas se escreve em pretérito imperfeito?

O desafio está em encontrar o imperfeito que se adapte a nós, alguém que seja perfeito na sua imperfeição. Como diria o Panda do Kung Fu, não há ingrediente secreto para a sopa do ingrediente secreto. :)

Kiss

Vício disse...

ainda bem que vais aprendendo a viver com o que tens porque da minha parte não tens muito para levar :P

TM disse...

Ianita - O Era uma vez fala de algo que nasceu da imaginação... porque felizmente que na realidade os homens não se andam por aí a passear a cavalo com collants brancas... lol... ;)

TM disse...

Vicio - Da tua parte????