quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Segurança...

A segurança é algo realmente complexo... e em alguns momento é efectivamente curioso como ela existe sem dúvida alguma, enquanto noutros parece não conseguir existir apesar de todos os esforços...
Lembro-me que em tempos se instalou em mim uma segurança que não respondia a qualquer regras, era incontornável mas ainda assim sentia-me estupidamente segura....
Será que aquilo que sentimos face a esta ou aquela situação é motivado unicamente por nós, ou de que forma conspirará o universo para nos inundar de certezas...
Mais ainda, como poderemos justificar a insegurança que esta ou aquela pessoa nos trás se somos nós que nos sentimos (in)seguros....
É que ainda que a segurança nasça num conjunto de certezas, será seguro esquecer que as certezas podem não ser imutáveis, e que os nosso castelo de cartas pode ruir....
Porque todos desejamos nos sentir seguros, mas como poderemos justificar algo tão dificilmente justificável.... porque a segurança vive de algo tão irracional, algo tão inseguro...

11 comentários:

Ianita disse...

Segurança é insegura.

A certeza é incerta.

Imagina o aborrecido que seria se fôssemos inabaláveis na nossa confort zone... se pudéssemos simplesmente fecharmo-nos numa bolha, alheios a tudo.

Mas não estaríamos também alheios à vida?

Kiss :)

TM disse...

Ianita - Provavelmente, e tristemente, é bem possível que estejas certa... mas ainda assim é tão doce o conforto de nos sentirmos seguros... :)

spritof disse...

a segurança advem da nossa capacidades de darmos a volta por cima, ou de conseguirmos, de uma ou outra forma, contornar os problemas, dissabores, barreiras, catástrofes, ....
...por fim, da nossa auto-confiança e amor próprio!

Nada é seguro nesta vida, nada é garantido, excepto o nosso sentimento....e o que fazemos dele!

TM disse...

Spritof - E não será possível nos sentirmos seguros sem que isso dependa de nós?.... Não será maravilhoso quando essa segurança existe?

spritof disse...

Duvido que exista sentimento de segurança se essa não provier de nós emprimeiro lugar...não será isso uma falsa sensação de segurança?

Julgo que...alguém, ou algo externo, nos poderá ajudar nesse sentimento, ou melhor dizendo, dar consistência a esse sentimento, reforçá-lo, mas se uma dada pessoa não for segura de si, até que ponto poderá sentir segurança por parte de outrém, i.e. até que ponto sentirá segurança em "confiar" nessa segurança externa?

TM disse...

Spritof - E se a nossa segurança existir porque existe outra pessoa que nos faz sentir seguros, a segurança ainda nasce em nós?

M. disse...

Acho que a segurança se constroi...

Em certos momentos da minha vida observei-me com medo de certas situações e conclui, se não arriscar não evoluo, continuo como aqui estou. Em certos momentos da minha vida observei-me com medo dos outros, das suas atitudes e das suas reacções, depois conclui, sou um ser igual e com os mesmos direitos que mal é que alguém tem o direito de me fazer. Afinal sou eu que controlo o que quero que me faça mal ou deixo que me façam mal.

Sinto então que a segurança se constroi...

M.

TM disse...

M. - Mas em alguns casos ela simplesmente existe...

M. disse...

Se existe foi porque nasceu de algo, agora se nós não nos recordamos ou não conseguimos ver o seu aparecimento, isso já é outra questão

M.

spritof disse...

não importa de onde nasce...o que importa é que exista, de forma sólida, no interior de cada um...

M. disse...

spritof disse...
não importa de onde nasce...o que importa é que exista, de forma sólida, no interior de cada um...

----------------------------------

Sim talvez o mais importante seja que esssa Segurança exista de forma sólida dentro de cada um. Mas acho que se assim o sentirmos não faz mal questionar a sua origem e a sua evolução.