sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Perguntas...

Em que momento é que o facto de gostarmos de nós, e nos vermos como fundamentais para a nossa própria felicidade, nos impede de querermos partilhar essa mesma felicidade?
Será que por gostar de mim não poderei amar alguém?

13 comentários:

PAULO disse...

tm, em momento nenhum, espero isso pela tua saude mental !!!

Tenho a certeza que podes!

E será que alguém alguma vez alguém te amaria se te visse a "desamar-te" a ti mesma ?

najla disse...

Por vezes somos tão egoistas e egocentricos que impedimo-nos a nós próprios de amar outros.
Gostar de nós próprios é saudavel! Mas tudo em peso e medida!
E claro,amar alguém é tão bom e saudavel quanto amarmo-nos a nós proprios........sem exageros!

TM disse...

Paulo - Não sei, mas acredito que é possível amar alguém com uma auto-estima baixa, mas quereremos sempre que essa pessoa aprenda a gostar de si...

TM disse...

Najla - Como em tudo na vida, no amor também é necessário um equilibrio...
Mas ainda assim sei que demasiadas pessoas não me compreendem quando digo que quero ter ao meu lado alguém que me queira do seu lado...

spritof disse...

pelo contrário...
...só amamdo-nos a nós próprios poderemos amar alguém!

spritof disse...

"...demasiadas pessoas não me compreendem quando digo que quero ter ao meu lado alguém que me queira do seu lado..."

Não entendi!
Quereres ao teu lado alguém que te queira da mesma forma, é a coisa mais natural e saudável que há!
Escapou-se-me alguma coisa?

Nota:
gosto da tua nova imagem!

spritof disse...

Mais:
concordo que até se possa amar alguém sem se ter amor próprio, ou tendo baixa-estima...
...mas até que ponto isso será amor e não uma necessidade de se ser revisto/a na outra pessoa?
Até que ponto a suposta pessoa amada não será uma espécie de tábua de salvação (ou tentativa de), ou fuga ao inevitável vazio de amor próprio, ao invés de verdadeiro amor pela outra pessoa?

Pessoalment, teno alguma dificuldade em conceber a ideia de alguém conseguir amar, verdadeiramente amar, sem ter amor próprio. Parece-me uma farsa. Não uma farsa propositada e consciente, mas uma ilusão auto-imposta.
Se não há amor-próprio...

...pode haver atracção, fixação, mas amor?...tenho sérias dúvidas!
Mas quem sou eu para questionar?

Há momentos de falta de auto-estima, fases, periodos que passam...se for este o caso trata-se de uma situação passageira (seja mais ou menos longa, dias, meses ou anos) ...e se o amor vem de trás, i.e. antes dessa fase, ainda compreendo. Mas uma que venha durante essa fase... ...tenho dúvidas se será amor, ou uma confusão com outros sentimentos...

spritof disse...

Este tema deixa-me...
...confuso.

TM disse...

Spritof - Pois, nota-se... lol... e concordo com o que dizes: "Parece-me uma farsa. Não uma farsa propositada e consciente, mas uma ilusão auto-imposta.", porque acho fundamental que gostemos de nós para que possamos ter uma relação saudável.

spritof disse...

que bom...
...estamos de acordo.
:)

spritof disse...

Este tema deixa-me confuso porque convivo de muito perto com uma situação semelhante...
...e por se tratar de alguém que gosto, fico ...triste...

Mas pronto...

TM disse...

Spritof - Sim eu sei o quanto é dificil ter alguém de quem gostamos que ainda não aprendeu a gostar de si, mas quem sabe que ela não aprenderá...

spritof disse...

só espero que para ela não seja tarde demais, ou vai ter (continuar a ter) uma vida dificil...